HISTÓRIA DOS MUARES

O Burro (equus asinus) é um animal doméstico da família dos equídeos. A sua origem e evolução continua a ser um mistério hoje-em-dia constatada no facto de não se saber ao certo quando ocorreu a sua domesticação. Os vestígios mais antigos de Burros domésticos remontam ao final da Idade do Bronze e procedem do Antigo Egito. A partir da Idade do Ferro aparecem representações gráficas do híbrido mula. Na Europa admite-se que a sua chegada ocorreu no quinto milênio antes de Cristo tendo-se expandido por todo o continente até à idade antiga clássica.


A estrutura dos burros varia consoante ao clima e a raça, tendo em média, no nosso país, 1,35 a 1,45 metros de comprimento, medido de entre as orelhas à origem da cauda, de 1,10m a 1,15m de altura ao nível das espáduas. A longevidade média do burro é de 15 a 18 anos, mas pode atingir 30 a 35 anos e mesmo mais. Um Burro leva cerca de 3 a 4 anos desenvolver-se completamente. O período de gestação dura aproximadamente um ano. Relativo à pelagem, esta varia entre o cinzento e o castanho avermelhado, variando também as dimensões do animal.


As suas maiores marcas distintivas são os seus zurros e o tamanho das suas orelhas. Como Curiosidade não esquecer que o Burro é o animal de eleição do Sancho Pança, escudeiro do Grande cavaleiro dos moinhos Dom Quixote de la Mancha (de Cervantes).